Termo de Apadrinhamento

  • O Padrinho pode fazer uma visita à Congregação Espírita Maria Benta, ou, pode preencher seu Termo de Apadrinhamento, via internet.
  • Ele escolhe o modo como quer ajudar e assina a ficha correspondente.
    Oportunamente, a Coordenação do Projeto informará quando ele deve iniciar o apadrinhamento.
    Se ele desejar ser padrinho afetivo, haverá necessidade de alguns outros esclarecimentos e procedimentos.
  • Também ficará responsável por decidir o horário livre para prestar o serviço ou atividade gratuita.
  • Se a ajuda do Padrinho é financeira ele receberá o recibo de sua doação dado pela Congregação Espírita Maria Benta, e outra via do recibo será juntada ao processo da criança, ou jovem.
  • Como relação ao apadrinhamento financeiro, os recursos serão integralmente repassados na forma financeira para a Congregação Espírita Maria Benta, aos cuidados da Equipe Coordenadora do Projeto Padrinho, evitando que esses recursos sejam mal utilizados ou desviados. Os padrinhos poderão acompanhar o destino das suas doações, solicitando as devidas comprovações a serem fornecidas pela Equipe Coordenadora do Projeto. Desta forma, o padrinho poderá acompanhar a utilização daquela contribuição, da forma como foi idealizada, evitando que a criança ou jovem beneficiado a utilize para outras finalidades.
  • As doações serão de qualquer quantia e não haverá, a princípio, limites pré-estabelecidos. Com o decorrer do projeto, esta e outras questões poderão ser reavaliadas.
Voltar para o Topo